Archive

Archive for novembro \21\UTC 2009

As mídias culturais

novembro 21, 2009 Deixe um comentário

Ok, ok… Eu acho que faltou uma melhor introdução da minha parte aqui pelo blog. Estou achando que a partir de hoje o movimento por aqui vai aumentar, então, porque não fazer um breve resumo da minha visão sobre as principais mídias culturais?

As formas de cultura pelas quais tenho mais consideração são: cinema, música, livros e jogos eletrônicos (também conhecidos como games ou videogames). Na realidade, esse artigo será mais sobre os melhores meios para se contar uma boa história. Excluem-se, portanto (de maneira geral, mas sempre há excessões), música e jogos eletrônicos de esporte ou luta com 2 ou mais jogadores.

Temos, então: a maioria dos filmes, livros e jogos eletrônicos (a partir daqui chamaremos de games). Aqui vão os pontos principais de cada um(e os problemas que enfrentam, sobretudo no Brasil):

Livros:

Muito bom mesmo. Pela demora na leitura, ele proporciona um melhor envolvimento com a história que ele conta e com seus personagens em geral. Outro fato importante nos livros é o de eles serem bastante práticos, e normalmente fáceis de levar a qualquer lugar. Nisso eles vencem os outros dois (no caso dos games temos os consoles portáteis mas, particularmente na minha cidade, é bem difícil andar com um objeto dotado de uma telinha brilhosa sem ter uma arma ou algo ameaçador apontado para você :/ ). O único problema é que o livro costuma ser superestimado, fazendo com que muitas pessoas leiam livros sem que realmente gostem deles.

Cinema:

Na minha opinião, o cinema é a mídia que está no mais próximo do caminho certo, quer dizer, não é supervalorizado, nem subvalorizado. Proporciona uma maior facilidade para o autor se expressar, pelos recursos em geral (personagens, dublagem, etc). Talvez entre os três seja o mais difundido. Pelo fato de a maioria ter apenas 2 ou 3 horas, podem não proporcionar um envolvimento na história tão grande quanto os livros ou games, mas compensar em outras coisas, não deixando nada a desejar.

Games:

Assim como os livros, sua duração prolongada proporciona uma maior sensação de apego e familiaridade com o que ele quer contar, além da jogabilidade em si, que proporciona uma maior vivência com os personagens. Há algum tempo os games já contam com ótima dublagem, personagens e trilhas sonoras muito boas. Entre os problemas, estão o fato de que a maioria não está disponível nem dublado e nem com legendas em português (apenas pouquíssimos trabalhos não-oficiais, ou jogos brasileiros), a pirataria e altos custos para ter games originais, e o preconceito que eles enfrentam por parte da maioria das pessoas.

Então… é isso! Nenhum deles é melhor, nenhum é pior. São universos diferentes, o que se pode comparar são os títulos de uma determinada mídia com outros títulos dessa mesma mídia(quer dizer, não se pode perguntar algo como: “O que é mais rápido, meu carro ou seu relógio?”).

Bem-vindos ao blog e…

…Até mais!

Procrastinação, o drama;

novembro 20, 2009 2 comentários

A arte do “deixa pra depois”, atividade na qual acredito que deveria ser elevado ao grau de gênio. Esse jeito de fazer (ou não) as coisas é muito divertido e gratificante no momento, enquanto acaba com você e suas possíveis realizações a longo prazo.

Às vezes o lazer fala mais alto, às vezes somos só preguiçosos, às vezes as más influências te “forçam” a desviar dos trilhos, qualquer que seja a razão, eu sempre me encontro procrastinando todo tipo de tarefa: desde o desenvolvimento de uma aplicação para o projeto do qual faço parte até mesmo as tarefas mais simples e rápidas como trocar o saco da lata de lixo.

Agora ao ponto interessante, para alguem que trabalha com programação em casa isso pode ter consequencias desastrosas como, por exemplo, deixar pra desenvolver  um projeto de 18 meses nos ultimos 45 dias com apenas 30% do projeto pronto. Oh…

Pensando em soluções cheguei à conclusão que só dois caminhos são viáveis para a conclusão de todo meu trabalho. Um deles envolve um método exótico visto num filme, talvez eu tente quando faltarem somente 3 dias, embora eu duvide que vá perder seu tempo pra ME buscar pessoalmente. O outro, bem menos radical, seria aprender a organizar meu tempo, muito menos radical, muito mais doloroso.

Problemas.
we are just mortal souls/left to die.

Categorias:RL Tags:,

Novo Windows 7: Incrivelmente Simples‏

novembro 4, 2009 Deixe um comentário

Windows Vista… Um incrível Sistema Operacional, lançado para uso doméstico em 2007. Deveria ter substituído facilmente o Windows XP, mas não foi bem assim.

A aceitação do Windows Vista não foi nada boa dos “usuários”(quer dizer, usuários que nunca usaram), principalmente no Brasil: a maioria das pessoas, talvez com aquele velho medo do desconhecido, que eu já citei antes, nunca usaram e, no entanto, lançam milhões de críticas – pesado (detesto essa palavra), travamentos, incompatibilidades, etc… A maioria dessas críticas tem até sua verdade, mas muitos desses problemas, o famoso Windows XP também teve no início, incluindo aí problemas com segurança e redes sem fio. Tais problemas foram corrigidos com o que a Microsoft chama de Service Pack (atualmente existem 3 Service Packs para o Windows XP), enquanto que problemas de compatibilidade foram corrigidos pelos fabricantes de software ao longo do tempo. Ok, todos felizes.

Vejamos agora a situação atual do Vista: com 1GB de memória RAM e vídeo onboard de qualquer placa mãe atual, roda perfeitamente(o Windows XP precisa de pelomenos 512MB para rodar perfeitamente, e 1GB para rodá-lo sem o mínimo de lentidão). Problemas de compatibilidade com software/hardware praticamente não existem mais. Falhas de segurança, e outras falhas foram também corrigidas nos Service Packs. Ainda assim, continuam os comentários como:

  • Precisa de pelomenos 4GB de memória para rodar (como assim, se sistemas de 32 bits só podem usar 3,5GB no máximo, e mesmo assim, o Vista jamais utilizaria tudo isso em condições normais!!??)
  • Precisa de no mínimo um processador Dual 2 Core Duo para rodar (nunca ouvi falar dessa CPU, e acho que nem a Intel também :/ )
  • Esse computador veio com o Vista, mas esse defeito a gente corrige! Ei, bota  o XP aí! (detalhe: pirata!!!)

Peraí, né, gente? Quando o Windows Vista foi lançado, era meio difícil de se ter um PC com 1GB de memória, mas hoje é a coisa mais fácil que existe! Ainda assim, rolam esses comentários do 4GB!!?? Outra, em muitos casos, o Windows Vista se sai melhor em um PC com 1GB ou mais de memória que o XP. Aliás, vou instalar uma cópia de avaliação do Vista num PC que eu tenho ali encostado, com 512MB pra ver como ele se comporta e algum dia digo a vocês como foi a experiência. Mas pelomenos no meu pc, o mesmo que eu estou utilizando para escrever o artigo, ele está rodando talvez até mais rápido que o Windows XP, e eu instalei sem reformatar o HD, fiz a atualização direta de XP pra Vista (in-place upgrade), coisa que a própria Microsoft afirma diminuir a performance, mas ainda assim, eu ainda estou achando a performance dele melhor que a do XP!

Algumas das muitas novidades: Segurança reforçada, mais formas de se fazer backup, maior integração com o sistema de arquivos, busca fácil de arquivos/programas, interface gráfica ainda mais bonita e funcional, ferramentas novas, etc…

Leia mais…

Categorias:RAGE, Tech Tags:, , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: